Crónica IV diário de um ultrarunner

Querido Pai Natal, este ano portei-me muito bem … ou muito mal…

Tracei objectivos que colidiram com tudo à minha volta, mas principalmente comigo mesmo.

Fui teimoso! A minha determinação capricorniana ultrapassou os limites do que eu consegui aguentar.  Uma verdadeira montanha russa por todos os objectivos de 2015, destacando a minha primeira participação no MIUT no 85 K .

A vida não se resume à corrida e a máquina humana precisa de amor e carinho, em vez da pancada que lhe levou.

Foi um ano de muito sofrimento e frustração! Mas o prazer imenso que encontrei na corrida, nomeadamente no trail, tem-me ajudado a reorganizar o ano 2016 e  a encaixar toda a aprendizagem das experiências deste ano que passou.

Agradeço as prendas antecipadas no sapatinho, a parceria com a Physiokinesis Clínica Fisioterapia e com a Bemnutrir.

Tenho a certeza que mais se juntarão a este projecto.

Acima de tudo, caro barbudo, este puto grande e também barbudo vai continuar a sonhar e a lutar pelos seus objectivos.

IMG_8074

 

 

Boas festas e óptimas entradas no novo ano em COMPANHIA!

 

*foto Pedro Barbeitos

 

 

Anúncios