Detox ou à procura da esmeralda perdida

 

A procura de uma alimentação mais equilibrada levou-me aos tão afamados green juices, sumos verdes ou sumos detox.

Depois de uma época natalícia que coincidiu com a recuperação da minha primeira ultra, o meu organismo crashou. Sentia mesmo que o meu metabolismo parecia ter entupido e que não estava a funcionar da melhor forma. Por sugestão do coach João Ribeiro, fiz uma desintoxicação alimentar, três dias só a fruta e sopas.

Para quem me conhece sabe que não sou fã de fruta desde pequeno, legumes vão de qualquer forma e todos, mas fruta é mais complicado.

E aqui entram os ditos sumos detox. Já tinha ouvido falar destas receitas utilizadas por vegans, atletas vegans e não só. E comecei a investigar e… experimentar.

Uma das principais vantagens é que um sumo com vegetais e fruta permite uma maior ingestão de vitaminas, minerais, fibras e outros nutrientes. Não cozendo os legumes, não se perdem vitaminas e minerais que são sensíveis à mudança de temperatura ou se dissolvem na água da cozedura. Liquefazendo-os num sumo natural, estes nutrientes mantém-se. Num sumo de fruta normal muitas vezes não se aproveita a polpa ou casca, que são grandes fontes de fibra e aqui nada se perde, aliás como fica desfeita a absorção de fibra é maior.

Na prática revela-se uma óptima ferramenta para complementar uma alimentação equilibrada e colmatar carência de nutrientes que se consegue obter através da fruta e dos legumes.

Por enquanto só encontro benefícios neste cocktail de frutas e legumes.

Neste link podem encontrar várias receitas para experimentarem.

Boas misturas em COMPANHIA!

*foto Pedro Barbeitos

Anúncios