Verão ? Férias! Uma boa oportunidade para começares a correr…

Existem sempre duas desculpas demolidoras para quem quer começar a correr, mas que teima em ficar no sofá:

1. Durante o ano, culpa-se o trabalho e a sua disciplina;

2. Nas férias, a ausência de regras com os petiscos e afins e ainda a necessidade de descanso.

Se a rotina do ano inteiro dificulta a tarefa, a solução será aproveitar as férias para dar o pontapé de saída.

Comigo começou assim! De forma atabalhoada, sem ténis adequados, sem grande conhecimento sobre os prós e os contras, estabeleci uma meta: deixar a vida sedentária e melhorar a minha condição física.

Foi há 2 anos, onde um ou dois kms deixavam-me de rastos, chegando mesmo a fazer três kms em 30 minutos!!! Doiam-me as pernas, ficava a arfar, mas a força de vontade, guiada por app para corrida no telefone, eram mais fortes.

E de um pequeno objectivo, o prazer em correr foi ganhando forma e tornou-se num modo de vida.

292579_10201219597232735_1721583017_n

Com isto deixo aqui algumas sugestões para começarem a correr nestas férias:

1. Objectivos – Traçar um objectivo pessoal e um desportivo. Por exemplo, melhorar aspecto físico/emagrecer e correr 5 kms. Acho que é importante sermos realistas e ao mesmo tempo desafiarmo-nos. Começar então com pequenas metas:

-correr 10/20 minutos ou 2/3 a um ritmo constante e moderado (que consigam falar sem perder o fôlego);

ou

-correr dia sim dia não durante uma semana.

Não estabelecer logo compromissos a longo prazo, adaptando o plano no dia a dia, consoante a reação do corpo. Devemos ir com calma, respeitando sempre as sugestões/alarmes que o nosso organismo vai lançando. Sem dúvida que devem ter em conta o vosso historial de saúde e é sempre bom fazer um check-up com o médico de família.

Para não sermos vencidos pela frustração ou pela dor, o objectivo ajuda-nos a ganhar a disciplina necessária para seguir em frente e alcançar a meta.

2 – Spots de corrida – Aproveitar os locais de férias. Nada melhor que ficar a conhecer cidades e paisagens através da corrida. É incrível o que se fica a conhecer de uma cidade, vila, aldeia, monte, ou mesmo quando realmente o percorremos. A vontade não ocupa muito espaço na mala de viagem, nem quilos extra no aeroporto.

Material necessário (para além do óbvio, ténis e restante indumentária):

– telefone (para emergência ou orientação/gps)

-dinheiro (5/10 euros para imprevistos)

-lenços de papel ou papel higiénico

-água

-chapéu/protector solar/ impermeável (dependendo do clima escolhido)

-máquina fotográfica

3 – Companhia – Um bom parceiro ou mesmo a família toda são motivadores q.b. para atingir qualquer objectivo. Enquanto põem a conversa em dia, potenciam os laços de amizade e familiares, partilhando o enorme prazer da prática desportiva.

Mesmo com objectivos diferentes. Por exemplo, estarei a cumprir o meu calendário de provas para a preparação da ultra-maratona, com o Trail da Benfeita nos 26 kms e o resto da família fará uma caminhada de 7 kms, disfrutando das paisagens magníficas daquela zona.

 

É só isto para começar? Sim !

Depois o próprio corpo tratará da necessidade de aprofundarem temas como a alimentação, hidratação e tantos outros. Quando chegar o Outono, de certeza que não vai custar tanto continuar.

Do que é que estão à espera?

Boas corridas em COMPANHIA!

 

*foto Pedro Barbeitos

Anúncios