Diário de um maratonista 8/23

Atraso na escrita quase a terminar a semana seguinte. O Natal não deixou que fosse mais cedo.

Na curva da minha performance encontrou-me em linha recta, sem grande desenvolvimento. A tentar melhorar  a componente do descanso e fortemente a da alimentação para tentar inverter esta situação. Prioridade retomar o TRX para ganhar potência e aumentar o volume de treinos de natação.

Imageinício de semana em passadeira vermelha

Esta semana deu para ir para o “trabalho” a correr. Como não tinha tido tempo para treinar durante o dia, decidi ir até ao Teatro da Trindade a partir de casa. Foram quase 6 kms  com alguma chuva pelo caminho e a urgência de chegar a horas. Gostei bastante com a Rua do Alecrim sempre a subir para terminar. 

Image

no foyer do Teatro da Trindade

 Já com quase três semanas de apresentações do espectáculo CASA – o cultivo de flores de plástico no corpo, a probabilidade de acontecerem acidentes aumenta. Sexta-feira, Parque das Nações e 10 Kms para percorrer. Já no 3 km as pernas começam a pesar e mais kms e pé torcido. Resultado mais 3 kms de volta a coxear para poder regressar a casa.

Image

buraco na estrada = pé torcido 

Mas acabei a semana em COMPANHIA, com uma amizade que foi crescendo com a corrida, o meu amigo João Sobral acompanhou-me nos últimos 13 Kms. 

Image

a turma da lycra 🙂 no passeio de domingo

Esta semana continuei sem TRX, e complementei com 1 treino de natação (2000 metros rolamento).

Segunda -feira   5 Kms RL
Terça-feira         4 x 800 m
Quarta-feira       5 Kms RL
Quinta-feira       30′ RP
Sexta-feira        7,5 Kms (pé torcido)
Domingo           13 Kms RP

 

Boas corridas em COMPANHIA !

 

 

Anúncios