V Trilhos de Casainhos

1459271_742870439073712_1601765806_n

         A equipa do Sporting Clube de Casaínhos

Grande expectativa, para a que seria a minha primeira prova de trail.

Tudo preparado de véspera:
ténis adidas supernova riot 5 ( review 5*)
calças
tshirt
corta vento
mochila de trail com água e suplementos
boné.

8h00 material check.

Pequeno-almoço reforçado e segui caminho com a ajuda do GPS. Depois de uma viagem de 45 minutos, lá cheguei.
Já muitos se juntavam em pequenos grupos perto da linha da partida com os dorsais e as suas equipas.
Eu, apesar da inscrição em nome da equipa, fui o único aventureiro para esta prova.
Primeira surpresa o dorsal tinha o meu nome e da equipa. Um mimo que sabe sempre bem, não somos apenas um número.
Aquecimento,duas idas ao WC e fui metendo conversa com alguns corredores.

580591_10202413006827229_1894708769_n
601148_742870752407014_2108863459_n
na linha de partida/meta

Segunda surpresa, descubro que uma amiga faz parte da organização da prova. Apresentou-me logo aos restantes atletas do Sporting Clube de Casainhos. Melhor ainda, ela fez questão de arranjar-me um “padrinho” de prova, o Manuel Bento.
Foto com a equipa que me apadrinhou, uma breve troca de palavras com o Manuel e logo se ouviu a partida.

Logo no 1º Km um misto de pisos, alcatrão, terra batida, pedra e alguma lama. Rapidamente se sentiu o tão falado espírito do trail. Uma filosofia de ajuda e boa disposição que alertava constantemente para algum perigo iminente.
Primeira grande subida em alcatrão e seguindo o conselho do Manuel, descansar nas subidas e aproveitar bem as descidas. Sempre que a inclinação apazigua retoma-se o ritmo corrida. E seguiram-se mais subidas,subidas e só se falava na “parede”, que se tornou o bicho papão da corrida, que nunca mais aparecia.
As descidas revelaram-se adrenalina pura! Quase parecia que estava a jogar Colin McRae, “easy left”, “easy right”, jump… a velocidade, a necessidade de tomar decisões no momento, associadas a piso irregular e cheio de surpresas!
Ao fim de 6 kms, pouco mais de 40 minutos, fosse esta uma prova de estrada e já estaríamos perto dos 10 Kms, comentava o Manuel comigo. Até aqui tudo bem, consegui acompanhá-lo e foi uma ajuda preciosa, sempre a perguntar se estava bem.

1002620_742877489073007_1925999386_n 999404_742877509073005_1651647959_n

o meu “padrinho” Manuel Bento


8 kms e começo a quebrar, porque segundo o meu “padrinho” ele costuma aquecer na primeira metade das provas e depois acelera na segunda.
A partir daqui seguiria sem apoio, mas sempre com companhias que mudariam consoante os obstáculos. Percurso bem sinalizado com fitas e abastecimento q.b. , 2 de água em ponto chave e l de laranjas cortadas em quartos. Em ritmo descontraído e já com algum cansaço chegado o 12º Km, a mítica “parede” ! Cerca de 800 m a subir com uma inclinação idêntica a uma parede. Tempo para este km , 13’56” !

Até ao final percurso mais suave a cortar a meta na 151º posição com 1:53:23 com indica na classificação geral disponível http://www.sccasainhos.pt/.

1458582_194132467441142_351330205_n
a recta final

Uma experiência muito boa! Uma prova de certeza a repetir na próxima edição 2014.

Resumo:

Pontos positivos | + organização + sinalização do percurso + abastecimento + dorsal personalizado

Pontos negativos | – kit de participação (tshirt de algodão, sem medalha) – lixo (garrafas e outras embalagens deixadas ao longo do percurso por alguns atletas)

* fotos Sporting Clube de Casainhos

Anúncios